O desafio do envelhecimento e o uso de práticas complementares: acupuntura

Escrito por Dra. Leonice F. Sato Kurebayashi Ligado . Publicado em Acupuntura

acupuntura

O envelhecimento populacional é um fenômeno mundial. Atualmente, a reflexão não se restringe somente em discutir como atingir a longevidade, mas em como esses anos podem ser vividos com qualidade e dignidade. Há, principalmente nos países em desenvolvimento, a necessidade de se buscar medidas para auxiliar a população idosa a se manter saudável e ativa pelo maior tempo possível (OMS, 2005).  

Tendo em vista a nova realidade, iniciativas privadas e públicas têm surgido, para enfrentar os novos desafios impostos pela transição demográfica.  Políticas públicas têm sido propostas para atender essa população, além de repensar o espaço urbano e buscar adaptação da rede de serviços. O Governo do Estado de São Paulo instituiu um programa denominado São Paulo amigo do idoso e tem construído os Centros Dia e de Convivência do Idoso (Secretaria de Desenvolvimento Social, 2014), como espaço de socialização, integração familiar, comunitária e de cuidado. 

Em função da cronicidade das enfermidades desenvolvidas pelo idoso e por sua condição de maior fragilidade física, social e mental, clínicas especializadas em práticas complementares e terapêuticas naturais têm contribuído para a manutenção da saúde e do bem-estar dos indivíduos idosos. A acupuntura é uma das terapêuticas da Medicina Tradicional Chinesa, que inclui o uso de ervas, dietas, massagem e exercícios, como Tai Chi Chuan, Liang gong e Qi Gong. Todas essas técnicas são desenvolvidas com base no princípio da indissociabilidade do corpo com o ambiente, das relações intrínsecas entre o microcosmo e o universo, sob um ponto de vista holístico e integral do ser humano. Em geral, quando realizadas com experiência e conhecimento, têm pouca contraindicação, podendo ser utilizadas como terapia única e/ou adjuvante para o tratamento de diferentes enfermidades. 

Estudos mostram a eficácia no tratamento de acupuntura em pacientes idosos com osteoartrose, problemas no joelho, lombalgia, artrose na articulação coxo-femural, síndrome dolorosa miofascial cervical, dorsal e de ombro. Assim, são três as importantes áreas no tratamento dos idosos pela acupuntura: para dor, reabilitação de acidente vascular e como terapia adjuvante em doenças diversas como depressão leve, câncer e doenças respiratórias (Gomes et al., 2016). 

Finalmente, sobre a importância da prevenção na medicina chinesa, leia-se no Huang Ji Nei Jing, o mais antigo livro de medicina chinês:

Administrar remédios para doenças que já se desenvolveram[...] é comparável ao comportamento daquelas pessoas que começam a cavar um poço muito depois de terem ficado com sede, e daquelas que começam a fundir armas depois de já terem entrado na batalha. Não seriam essas providências excessivamente tardias? (Nei Jing apud Capra, 2004, p.309).

 

 

 

 

Assim, o como se envelhece está intrinsecamente relacionado com a postura do indivíduo durante a sua vida, seus hábitos e escolhas. Nas práticas orientais, espera-se que haja participação consciente do paciente no processo de manutenção e responsabilidade sobre sua saúde, como um cuidado que não se inicia tardiamente ou somente quando surge a doença. Este talvez seja o mais importante papel como adjuvante à medicina convencional: o de prevenir doenças, pelo reequilíbrio energético que promove.

Texto escrito por: Dra. Leonice Fumiko Sato Kurebayashi

Referências
Capra F. O ponto de mutação. 24ª ed. São Paulo: Cultrix; 2004. Holismo e saúde; p. 299-350.
Gomes JCP, Faelli CYP, Pai HP. A Acupuntura e o Idoso. Disponível em: http://www.hong.com.br/a-acupuntura-e-o-idoso/
Guia de orientações técnicas centro Dia do Idoso - Centro Novo Dia/ Secretaria de Desenvolvimento Social- São Paulo: Secretaria de Desenvolvimento Social, 2014. http://www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/658.pdf
Organização Mundial da Saúde. Envelhecimento ativo: uma política de Saúde. Trad. Suzana Gontijo. Brasília, DF. Organização Pan-americana de Saúde, 2005.60p.

AMBULATÓRIO

O ambulatório é realizado pelos alunos do curso de massoterapia, com supervisão dos professores e acupunturistas profissionais do instituto.
Preço especial de R$35,00 por sessão.

Não são feitos agendamentos pelo email.
Confira os horários e agende a sua sessão pelo telefone

(11) 5575-4251

MASSAGEM - NOVOS HORÁRIOS!
Segunda-feira: das 13h às 16h
Quinta-feira: das 13h às 20h
Sábado: de 9h às 12h

ACUPUNTURA
Quarta-feira: de 14h às 16h00
Sábado: 9h às 11h00

CLÍNICA

Para atendimentos particulares e específicos, possuímos em nossa Clínica, diversos profissionais acupunturistas e massoterapeutas especializados no tratamento e prevenção de uma série de doenças musculoesqueléticas, emocionais, mentais, dentre outros casos, pela Medicina Tradicional Chinesa.

Diversas Técnicas como acupuntura, massoterapia, reflexologia, auriculoterapia, moxabustão e ventosa podem ser utilizadas para o alívio do paciente.

Saiba mais acessando o site da clínica em www.zenplace.com.br.

Não são feitos agendamentos pelo email.
Confira os horários e agende a sua sessão pelo telefone

(11) 5573-3615

Das 8:00hs ~ 18:00hs de Segunda a Sábado