Fadiga, cansaço, exaustão, falta de energia

cansaço

Fadiga, cansaço, exaustão, falta de energia, são queixas frequentes no cotidiano da vida moderna e no ambulatório de acupuntura no Instituto de Terapia Integrada Oriental - ITIO. Embora as visões da Medicinas Ocidental (MO) e da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) sejam diferentes, ambas defendem a ideia que o sono não reparador e o excesso de atividade física contribuem fortemente no aumento da fadiga.

Distúrbios motores, lesões neuronais, insuficiência cardíaca, insuficiência respiratória, doença renal, hepática e metabólica, alcoolismo, alimentação inadequada e depressão também podem causar cansaço, segundo a MO.

Pessoa cansada

A MTC, etiologicamente, elenca oito causas para a fadiga, a seguir:

- Constituição fraca
- Trabalho pesado
- Esforço físico excessivo
- Alimentação
- Doenças severas
- Atividade sexual excessiva
- Parto
- Drogas

Constituição fraca
Está relacionada com a hereditariedade da pessoa e depende da saúde dos pais no momento da concepção, assim como, das condições da mãe durante a gravidez. A fraqueza constituicional poderá ser em qualquer um dos órgãos Yin: Coração, Pulmões, Baço/Pâncreas, Figado ou Rins.

Trabalho pesado
Na sociedade urbana moderna, o ritmo de trabalho é cada vez mais intenso e nem sempre há um período de sono suficiente para reparar as energias gastas durante o dia. Este acúmulo de não descanso diário, resulta em fadiga, cansaço, que por sua vez, diminui a produtividade do indivíduo, exigindo mais tempo de trabalho, alimentando assim um círculo vicioso. Como trabalho pesado, a MTC, considera: excesso de trabalho físico ou mental, horas a fio trabalhando em pé, condições estressantes, a até mesmo, horas de esforço dos olhos a frente de uma tela de computador.

Esforço físico excessivo
Neste item está considerado a atividade física excessiva, seja no curso do trabalho ou em atividades esportivas. Os tendões são forçados, provocando desgaste das funções do Fígado, o qual deixará de nutrir adequadamente os tendões. 

Alimentação
A alimentação inadequada não fornece aos corpo todos os nutrientes necessários a uma vida saudável. A falta de aminoácidos e ácidos graxos essenciais, assim como vitaminas, proteínas e sais minerais provocam deficiência de Qi e desequilíbrio entre os Cinco Elementos da Medicina Tradicional Chinesa, resultando inicialmente em cansaço, indisposição e memória fraca. Com o tempo, desequilíbrios graves tendem a surgir.

Doenças severas
Gripe, bronquite, pneumonia e outras doenças resultante de agentes externos como bactérias, vírus e fungos por tempo prolongado, podem resultar em deficiência do Baço/Pâncreas e em fadiga crônica.

Atividade sexual excessiva
A atividade sexual em si é saudável, entretando, na China, é considerada patológica, quando praticada em excesso, pois tende a exaurir a Essência (Jing) do Rim (Shen). Só é considerado atividade sexual, quando a mulher atinge o orgasmo, e para o homem, quando este ejacula.

Parto e aborto
A perda de Qi e de Sangue durante o parto esgotam a mulher. E se esta não mantiver o repouso após a concepção, poderá adquirir fadiga crônica. Estas recomendações também valem para o caso de aborto, pois também há perda de Qi e Xue.

Drogas
O uso prolongado de drogas, lícitas ou ilícitas também provocam a deficiência de Qi e o cansaço e fadiga.

Reflexologai

Um diagnóstico preciso para de definir quais meridianos estão com deficiência, excesso ou estagnação de Qi e de Xue é o ponto de partida para o tratamento, o qual poderá incluir acupuntura, massagem, fitoterapia, reflexologia, entre outras técnicas da MTC. E quando possível, deve-se eliminar a causa da fadiga, por exemplo, alimentando-se adequadamente.

Explicações
Jing - traduzida como essência, transmite a ideia de algo refinado, substância preciosa e concentrada, a qual poderá ser originária dos pais no momento da concepção (Jing pré-celestial), ser extraída dos alimentos (Jing pós-celestial) e a armazenada no Rim, a qual é resultante da alquimia dos Jing pré e pós-celestial.
Xue - Sangue em chinês.

Bibliografia
1 - Maciocia G. Os Fundamentos da Medicina Chinesa: Um texto abrangente para acupunturistas e fitoterapeutas. 1ª ed. São Paulo: Roca Ltda., 1996.
2 - Maciocia G. A Prática da Medicina Chinesa: Tratamento de Doenças com Acupuntura e Ervas Chinesas. 1ª ed. São Paulo: Roca Ltda., 1996.
3 - Goldaman L, Ausiello Dennis. Cecil Medicina. Tradução da 23ª edição. Elsevier Editora Ltda; 2009.
4 - Martins EIS, García EG. Pontos de Acupuntura: Guia ilustrado de referência. São Paulo: Ed. Roca; 2003.

AMBULATÓRIO

O ambulatório é realizado pelos alunos do curso de massoterapia, com supervisão dos professores e acupunturistas profissionais do instituto.
Preço especial de R$35,00 por sessão.

Não são feitos agendamentos pelo email.
Confira os horários e agende a sua sessão pelo telefone

(11) 5575-4251

MASSAGEM - NOVOS HORÁRIOS!
Segunda-feira: das 13h às 16h
Quinta-feira: das 13h às 20h
Sábado: de 9h às 12h

ACUPUNTURA
Quarta-feira: de 14h às 16h00
Sábado: 9h às 11h00

CLÍNICA

Para atendimentos particulares e específicos, possuímos em nossa Clínica, diversos profissionais acupunturistas e massoterapeutas especializados no tratamento e prevenção de uma série de doenças musculoesqueléticas, emocionais, mentais, dentre outros casos, pela Medicina Tradicional Chinesa.

Diversas Técnicas como acupuntura, massoterapia, reflexologia, auriculoterapia, moxabustão e ventosa podem ser utilizadas para o alívio do paciente.

Saiba mais acessando o site da clínica em www.zenplace.com.br.

Não são feitos agendamentos pelo email.
Confira os horários e agende a sua sessão pelo telefone

(11) 5573-3615

Das 8:00hs ~ 18:00hs de Segunda a Sábado